É raro!


Erraram os homens/

Porque não é raro/

Os homens errarem/

Erram porque berram/

Certezas que só são certas/

Nas suas incertas cabeças humanas/

Na lousa a terra era quadrada/

No livro o mundo acabaria/

Nas faculdades se divide a verdade/

Cosmos, vermes e macacos evolutivos/

A cibernética, bug do milênio/

Erraram e o progresso mata a mata/

nascem cidades, matas morrem/

O homem desmata, sangra os rios/

Rios vazios, rios mortos, inertes/

Erraram, mas é raro/

O céu cheira a fumaça/

Queima o nariz, mata crianças/

Mata a mata, mata animais/

O fogo lambe florestas/

Paus acesos, tochas enormes/

A vida em chamas, chama, chama/

Chama por Deus/

É raro, mas erraram.


Por: ( Tony Casanova )

Authentic Blog, featured by BlogUpp