Quando a gente ama.


Quando-a-gente-ama
Eis o melhor estado de espírito que o ser humano pode encontra-se. Quando a gente ama que importa a distância, o tempo, a hora ou a circunstância? Amar é o que urge, o que importa e tem relevo, então porque preocupar-se com bobagens, com coisas fúteis e banais se o que queremos é amar a não poder mais? Quando a gente ama qualquer esforço é feito com alegria, seja ele em qualquer hora, madrugada, noite ou dia. Quando a gente ama o único medo que sentimos é o de perder a pessoa amada, mas o resto é de menos e não tememos por o pé na estrada em busca de quem se ama. Quando a gente ama é só sorriso, alegria, satisfação. Tudo é motivo para rir e até chorar de emoção. Quando a gente ama um beijo é pouco e a gente se põe maluco, quase louco de vontade que o beijo nunca termine. Quando a gente ama passa o dia sonhando com a noite e pedindo a Deus que o tempo não passe. Quando a gente ama a saudade vira febre, o apetite vai embora, a boca seca, o olho chora, o peito dá um nó. Quando a gente ama esquece tudo para lembrar apenas de quem amamos e se tá junto, sorrimos, se não tá, reclamamos. Quando a gente ama...

Texto de Tony Casanova - Direitos Autorais Reservados ao autor. Proibida a cópia, colagem, reprodução ou divulgação de qualquer espécie ou em qualquer meio sem autorização prévia do autor sob pena de infração ás Leis Brasileiras de Proteção aos Direitos Autorais.
Copy Right 2014 By Tony Casanova All Right Reserved.