Sexo l Apimentando a relação.


Cada casal possui sua maneira de relacionar-se intimamente. O que vou explanar agora são nuances que poderão ajudar os casais a obterem mais prazer durante suas relações. Evidentemente trata-se de uma relação à dois, por isso é importante que ambos concordem com a prática destas nuances. Certamente será preciso que haja uma boa conversa entre vocês antes de tentarem realizá-las e vale frisar que tudo será feito para melhorar ainda mais as relações íntimas. Vamos começar pelo início: Os carinhos.
Substitua os carinhos corriqueiros por carícias suaves e prolongadas. Procure arrepiar, provocar, seduzir o outro. O papel fundamental do homem em uma relação é o da conquista, o da mulher é a sedução. Busquem relembrar-se de como no passado, vocês conseguiam excitar um ao outro. O que faziam e como faziam? Repitam tudo nos mínimos detalhes. Qualquer lembrança que provocava desejo no outro deve ser tentada. Este passo é inicial e deve ser feito sem pressa, aliás, como toda relação íntima deve ser. Esqueça a pressa, vá devagar, seduza ao extremo.
O beijo deve ser bastante apaixonado, provocativo, daqueles que acendem a vontade do prazer. Como disse antes; nada de pressa. Beije muitas vezes, repita. Procure beijar de forma diferente a que habitualmente faz. Torne-se íntimo do outro. Um beijo bem dado é aperitivo mais que suficiente para deixar qualquer um louco de vontade de amar. Evite olhos abertos enquanto beija, feche bem os olhos e mergulhe no clima, pense no que virá depois.
Os toques devem ser repletos de malícia, mas sem invadir muito. Lembre-se, a ideia é seduzir, provocar, arrancar gemidos, por isso não vá com muita sede ao pote. Há muito que ser tocado, não poupe lugares e permita-se ser tocado, explorado. Curta cada arrepio na pele. Envolva-se. Solte-se quando sentir vontade de gemer, afinal o momento pede. Esfregue-se insinue-se ao outro corpo, arraste-se e olhe nos olhos, deixe clara sua intenção de dar prazer. Lembre-se de que os toques devem sempre ser suaves, sem machucar ou provocar dor, mas dar prazer.
A entrega dos corpos deve ser total, limitando-se ás vontades sem desistir dos intentos. O mais gostoso é seduzir a ponto de obter e não obter por posse. Conquiste à base de sedução, olho-no-olho, mostre-se na disposição de entregar-se completamente. Estamos quase no final, mas a melhor parte é justamente no início; como vestir-se para uma ocasião destas? Você poderá me achar um louco, mas devo lhe dizer, sem medo de errar que a nudez não é o forte da sedução. Jamais dispa-se primeiro para seduzir depois. A nudez deve vir após a conquista, nunca antes. Estar vestido(a) faz parte das preliminares e é tão importante quanto as carícias, os toques, o beijo. O melhor do prazer está exatamente em tirar a roupa devagar, melhor ainda se o outro o fizer. Enlouquecer para ver mais um pouquinho é o máximo! Vale usar roupas apropriadas ou não, o que não vale é já iniciar tudo despido. Assim tira toda a magia da curiosidade. Que tal ir tirando peça-a-peça?
Bem, nem é preciso dizer o que fazer quando ambos já estiverem “no ponto”. Se quiserem gritar, urrar, xingar ou mesmo dar uma palmadinhas tá valendo, mas é bom lembrar que isso depende do local, a menos que vocês queiram deixar a vizinhança maluca e cheia de comentários e sorrisinhos maliciosos no dia seguinte. Caso queiram extrapolar e mandar ver, vale a indicação de um motel. Uma ótima pedida para que possam experimentar algo novo e sair da velha cama de casa. Aproveite e compre umas cuecas provocantes, umas lingeries sensuais, um chicotinho, algemas, sabe lá o que vocês desejem, mas que seja em prol de uma relação íntima mais intensa.
Estas foram as dicas de hoje, espero ter ajudado e se não, fica aqui a tentativa. Abração e até a próxima.

Texto do Escritor Brasileiro Tony Casanova – Direitos Autorais Reservados ao autor. Proibida a cópia, colagem, reprodução de qualquer espécie ou divulgação em qualquer meio, do todo ou parte dele sem autorização expressa do autor sob pena de infração ás Leis Brasileiras de Proteção aos Direitos Autorais.
Copy Right 2014 by Brazilian Writen Tony Casanova. All Rights Reserved.