Poesia - "Amor, eterno amor." [Tony Casanova]


“Amor, eterno amor.”
(Tony Casanova)

E quem de fato amaria sabendo que o amor,
Este que tanto desejamos viver,
Pode, a qualquer momento de dor,
Simplesmente definhar e perecer?

Mas apenas os tolos podem acreditar
Que algo tão poderoso pode morrer.
Só aqueles que não sabem sonhar
E por não sonharem não sabem viver.

Sim, o amor é imortal por natureza,
Capaz de curar, trazer alegria,
Acabar com a tristeza
Enfeitar as noites, colorir os dias.

O amor, porém não é invasor
Não manipula emoções
Não nos provoca dor
Ou fere corações.

O amor não morre, Não pode perecer
E triste daquele que dele duvida
Porque a existência do amor representa
Prova viva e concreta
Da própria existência da vida.


Texto do escritor brasileiro Tony Casanova. Direitos Autorais Reservados ao autor. Proibida a cópia, colagem, reprodução de qualquer natureza ou divulgação em qualquer meio, do todo ou parte dele, sem autorização prévia e expressa do autor sob pena de infração ás Leis Brasileiras e Internacionais de Proteção aos Direitos Autorais.