Comentário - Filme "Á prova de fogo" (Fireproof) - [Tony Casanova]


Existem filmes e filmes. Hoje a Rede Globo, em sua Sessão da Tarde presenteou seu telespectador com um dos mais belos filmes que já assisti na televisão. Não é um filme novo para muitos que já o assistiram, afinal ele já foi exibido várias vezes, mas para mim foi a primeira vez. Trata-se do filme Fireproof (Á Prova de Fogo), uma produção Americana de 2008 dirigida por Alex Kendrick e produzido pela Sherwood Pictures. O filme conta a estória de um casal, Caleb Holt, vivido por Kirk Cameron e sua esposa Katherine Holt, interpretada por Erin Bethea. Caleb é um dedicado Bombeiro cuja façanhas na Instituição são memoráveis, mas sua relação conjugal com Katherine começa a ruir e o casal, durante uma discussão resolve separar-se. Começa então o drama que vai evoluindo e tornando-se cada vez mais emocionante.
Para quem gosta de filmes que vão dosando lentamente a emoção, este é simplesmente uma pérola. A interpretação do Kirk Cameron dando vida ao personagem Caleb é simplesmente incrível, sem falar da Erin Bethea vestida na pele de Katherine Holt. O casal vai desacertando lentamente e exibindo vários temas comuns em relacionamentos em crise. É difícil para quem está tendo problemas conjugais ou quem já os teve, não identificar-se com a trama. As coisas são mostradas de maneira tão lógica que confundem-se com a realidade. Eu confesso que não contive as lágrimas, tão envolvido fiquei com o enredo. Cada cena emociona por sua realidade, cada lágrima provoca em quem assiste, a mesma reação.
Ficam claro quais os agravantes que vão surgindo durante uma relação conjugal. A omissão, a falta de dedicação, a imaturidade, o egoísmo, tudo vai sendo revelado e levando o telespectador a ver um flash back da própria relação. Surgem forte a presença dos bons amigos, a experiência dos pais, a fé e o renascimento do amor. Nuances que se apresentam em todas as relações conjugais e que são expostas em carne viva no filme. Não acredito que alguém emocionalmente envolvido em uma relação conjugal consiga assistir a trama sem chorar. É como sentir-se queimando aos poucos, vendo ali na tela, exibida todas as perguntas que não fez e todas as respostas que não deu. É semelhante a ver-se despido, tendo a visão da própria vida exposta ali.
Fica muito clara a mensagem de Á Prova de Fogo; O exercício do perdão diante do reconhecimento da própria culpa. O filme exalta a fé e reforça a importância dos laços familiares com a queda das mágoas, o cessar das dores e a eliminação do sofrimento causado por tudo isto. Ao cumprir à risca a recomendação do seu pai, Caleb concedeu-lhe autoridade para intermediação do conflito e interação entre ele e seu próprio eu e ao receber e realizar a receita escrita no livro dado por ele, acreditou em uma saída e restaurou sua fé na relação. O pai, seu ponto de apoio durante a sua luta, esteve sempre presente ao seu lado, mas o ponto máximo foi a reconciliação com sua mãe, autora do livro que o pai lhe dera e lhe revelara isto nos momentos finais.
Um filme lindo e uma linda e magnífica estória que pode servir de reflexão para muitos casais e justamente por isso eu recomendo que assistam este filme. Tenho certeza absoluta de que suas vidas não serão mais as mesmas depois de o assistirem. Faça isto a dois, assim terão mais chances de se envolverem juntos. Assistam e apenas assistam em silêncio, mergulhem e colham, bebam da essência da estória apresentada. Um forte abraço e até a próxima.

Texto do escritor brasileiro Tony Casanova . Direitos Autorais reservados ao autor. Proibida a cópia, colagem, reprodução de qualquer natureza ou divulgação em qualquer meio, do todo ou parte dele, sem autorização expressa do autor, sob pena de infração ás Leis Brasileiras e Internacionais de Proteção aos Direitos Autorais.